sábado, 28 de abril de 2018

Acordar é ir além da programação e da crença de ser uma pessoa




Satsang é algo acontecendo dentro de você. Você não pode ler sobre Isso nas Escrituras, nem mesmo perguntar sobre Isso a alguém que realizou essa Coisa; a única forma é ver Isso diretamente.

A Verdade é uma coisa assim, não é algo que se descreve. Essa é a beleza da Verdade: ninguém pode descrevê-La para você! Esse encontro é algo muito precioso, porque não se trata de uma fala que se escuta ou palavras das Escrituras sendo repetidas, ou sendo lidas não é isso; é “a Experiência” do final de todas as experiências que a mente conhece. Então, Isso é algo que acontece dentro de você.

Não há como se aproximar Disso, de uma forma direta, através de um professor, de um ensino, de uma fala, ou de estudos de livros. Você tem que ir até Isso diretamente! Essa é a única forma. Você tem que permitir que Isso aconteça. Esse é o sentido da Meditação. Você vai direto a Isso, entra direto na experiência, mas, na verdade, ela é algo que acontece a você. Não dá para saber o que é Isso estudando livros, ouvindo professores. Isso é uma visitação do Desconhecido, e a única forma é permitir que Isso aconteça.

Eu estou sempre falando sobre a Verdade, mas nunca estou realmente falando sobre Ela. A palavra é essa, mas a palavra “verdade” não é a Verdade; é como as palavras Deus, meditação, iluminação, não-dualidade. Cada dia essas palavras se tornam mais e mais conhecidas. Todo dia surge um professor novo, porém, ele não vai poder lhe dar Isso, porque ele está somente repetindo palavras que já leu em algum lugar. Você só tem acesso a Isso de uma forma direta; essa é a única maneira Disso acontecer.

A palavra "Buda" significa "acordado" e, na Ásia, se usa muito essa palavra, mas sempre se referindo a uma figura histórica; no Oriente, é assim que acontece. No Ocidente, a palavra é "Cristo", também sempre se referindo a uma figura histórica. A palavra "Cristo" significa "ungido" ou "agraciado", "o bem-aventurado", o que, também, significa "acordado". Então, as palavras "Buda" e "Cristo" significam “Aquele que está Acordado”, e não se referem a essas figuras históricas, que viveram há dois mil e quinhentos anos e há dois mil anos, respectivamente. Isso é muito significante, carrega um significado; aqui a palavra é muito significativa.

Quando você se torna um Cristo, um Buda, Algo está presente, porém, não é um conhecimento novo, nem mesmo uma experiência nova. Quando a Verdade está presente, Isso está presente o Buda está presente, o Cristo está presente , mas não a palavra. O que significa Acordar? Quando existe o Acordar, a Verdade está presente; não existe outra forma. Isso é algo que indica a direta presença da Verdade, e é o que eu chamei de “a Experiência”, que termina com todas as experiências. Você pode viver Isso agora, porque é algo dentro de você, como a Verdade oculta no seu Coração. Isso é bastante significativo, de grande significado, de grande relevância.

O homem vive sem consciência da Verdade, literalmente dormindo, então, não há o Acordar. A resposta está em Acordar! A resposta é Cristo, é Buda, é Ser. Se você viver neste momento, puder estar aqui neste momento… Aqui está a Verdade! A resposta tem estado sempre aqui, em seu Coração. Você me pergunta e eu digo para você: aqui está a Verdade!

Os homens vivem “dormindo”, em sono: vivem, trabalham, se movem; nascem e morrem. Não há Verdade em suas vidas, porque não há Vida quando se está “dormindo”. Por isso Cristo disse: “Eu Sou a ressurreição e a Vida”! A Verdade encontra você “dormindo”, “morto”. Quando não há Consciência, você está “morto”. Então, Cristo disse: “Eu ressuscito e dou Vida a você”! Em outras palavras: “Eu acabo com a sua inconsciência e o trago para a Verdade. Assim, eu o acordo, tiro você do sono, que é a morte”. É assim!

Você funciona como um robô, e um robô não está vivo; pode até parecer que sim, mas não está. A mente funciona aí como um robô. Você parece estar vivo, mas não está; não tem consciência, mas parece que tem, pois se movimenta, trabalha, fala. Você acha difícil programar um robô para fazer sexo? Se eles podem falar, trabalhar, por que não podem, também, transar? Nenhum problema. Eles podem ir ao banheiro, também. Qual o problema? A inteligência artificial é a expressão da mente, em sua inteligência limitada pelo conhecimento, que não é Inteligência, é apenas algo mecânico. Inteligência é algo novo, fresco, desconhecido. Não é algo mecânico, repetitivo, lógico. Soa muito estranho ouvir isso tudo?

Assim é a mente: mecânica, repetitiva, lógica, trabalhando dentro do conhecido. Não há Inteligência na mente. Nós chamamos a “pessoa” de um ser inteligente. Um Buda é Inteligente, mas não é uma “pessoa”. Um Cristo é Inteligente, mas não é uma “pessoa”. Se você é uma “pessoa”, não pode ser Inteligente, pois você funciona como uma máquina, todo programado; é um computador biológico. No computador, há uma energia elétrica, magnética, circulando, e no “computador biológico”, humano, tem o sangue circulando (é uma energia biológica, mas dá no mesmo), e você está muito apegado a esse medíocre e estúpido instrumento chamado corpo.

A mente é cega, como um morcego durante o dia. Vivemos entre “morcegos”! Você acredita que precisa de muita inteligência para pilotar um avião, mas é um ato mecânico, de pura programação cerebral e mecânica da estrutura corporal. Você pilota um carro e não é inteligente. O piloto de avião, também, não é inteligente porque pilota um avião; isso é uma coisa mecânica. Tem “morcegos” que pilotam carros de passeio, aviões, e, também, os que fazem cirurgias, mas todos estão “cegos”.

Não importa a capacidade que você tenha para uma função mecânica, ou que exija muito de sua capacidade cerebral, isso não é inteligência. Um piloto de uma grande companhia aérea esteve em alguns de nossos encontros, várias vezes, e ele estava infeliz, em tratamento, porque a namorada o tinha abandonado. Então, dentro de Satsang, ele era apenas mais um “morcego”, mais uma mente. Você tem alguma dúvida sobre isso?

Então, se você não realizou o seu Ser, está preso nos limites do pensamento, identificado com a mente e com esse personagem; você está “cego”. Você pode até voar, mas, como aqueles morcegos, está voando “cego”. Os morcegos, também, conseguem voar eles são uma espécie de ratos com asas. A mente dá a você um tipo de “sono”, que é cegueira, que é inconsciência. Tudo o que você faz, faz com uma grande habilidade aparente, mas, na verdade, você é um “sonâmbulo” – um “sonâmbulo” casando, tendo filhos, exercendo uma profissão…

* Transcrito a partir de uma fala durante um encontro on-line na noite do dia 14 de Fevereiro de 2018 - Para participar de nossos encontros é só baixar o app paltalk no seu smartphone ou computador. Encontros todas as segundas, quartas e sextas as 22h. Participe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações