sexta-feira, 9 de março de 2018

A Quintessência da Meditação



As pessoas querem saber como meditar. Porém, Meditação não é para “pessoas”; é quando a “pessoa” não está. Meditação é quando Deus está respirando no seu corpo; é quando Ele está falando através da sua boca, olhando através dos seus olhos, ouvindo pelos seus ouvidos, sentindo pelo seu coração... Isso é Meditação! Não tem "pessoa", só tem Deus ‒ qualquer outra coisa não é digna deste nome. Meditação é estar aqui e agora, em plena Presença, e isso significa uma intensificação total, completa e absoluta de Consciência.

É como o sol ao meio-dia, que está no ponto mais luminoso, glorioso, e nada pode cobri-lo. Você pode até ficar escondido debaixo de uma árvore, em uma sombra, mas aquela árvore não está escondida do sol; pode até olhar para o céu e não ver o sol, porque basta apenas uma nuvem para ocultá-lo de você, mas aquela nuvem está sob o sol e ele continua reinando soberano sobre tudo. Assim é a Meditação ‒ nada pode ofuscar ou fazer desaparecer a presença de seu calor, fogo e brilho; tudo fica debaixo disso, nada fica acima. Na Meditação, tudo (o corpo, a mente, o mundo) desaparece, fica debaixo dessa única Presença. Isso é tudo o que eu quero para você... Isso é a arte da Liberação, do Amor, da Paz e da Felicidade; é a arte da imortalidade, da atemporalidade.

Meditação é você em seu Estado Natural, levitando sobre tudo, sobre todas as aparições, flutuando acima e além de todas elas. É bem assim! Quando a gota cai no oceano, você não pode mais separá-la; não tem mais como encontrá-la para separá-la de novo... ela já foi! Não é assim? É assim mesmo! Enquanto a gota não cai no oceano, ela pode fazer descrições maravilhosas sobre ele, mas, ainda, sente-se separada dele. Mesmo quando fala de sua amplidão, do quanto ele é imensurável, grandioso, ela o coloca do tamanho de sua cabeça, do tamanho dela.

Eu tenho aconselhado a vocês a não ficarem falando do “Oceano”. Deixem o Oceano cuidar disso, pois, quando não tiver mais gota e o Oceano quiser falar, Ele vai saber fazer isso direitinho. Porém, enquanto não acontecer, recolham-se à insignificância de “gota”, fiquem quietos e deixem a coisa amadurecer, pois, quando a fruta amadurece, ela cai, assim como quando a gota cai no oceano, ela desaparece. Deixem isso por conta da Graça. Não tenham pressa, fiquem quietos.  

Você não sabe dimensionar nada, muito menos o quanto está distante ou próximo do “Oceano”, porque é somente um pensamento, também. Dizer que está mais distante ou mais próximo do Oceano é como uma gota tentando medir, da água para a água, a sua distância (o quanto está mais longe, ou mais próxima, do oceano) e o seu tamanho (o quanto a água nela é menor, o quanto a água lá no oceano é maior). Deixe isso por conta da Graça, por conta do Guru. O que você tem que fazer é somente ficar quieto.

Não coloque nada em paralelo a Isso, senão você vai terminar sendo desviado. Por exemplo, vai aparecer uma “Eva” na sua vida, que dirá: “coma dessa maçã”. Você comerá e ela terminará desviando você. Chega uma hora em que você jura para mim que não tem mais nenhum laço, apego, que nada segura você e que é capaz de jogar tudo para o alto, porém, não é assim ‒ você não consegue isso, trava, fica longe e a mente cria espaço.


Um dia Cristo disse assim: “Se o teu olho te escandaliza, arranca-o e joga no fogo, porque é melhor entrar cego no céu, ou com um olho só, do que com os dois e ser lançado no inferno. Se a tua mão te escandaliza, arranca-a e joga fora”. Reparem como é bonito Isso, a Verdade! A Verdade diz que não tem como negociar. Então, se você quer a Felicidade, Deus, a Verdade, tem que ser honesto, real, e não pode estar linkado a situações que estejam prendendo, segurando você, afastando-o desse objetivo, desse propósito. Você não pode ficar errando o alvo, o propósito.

Eu amo o ambiente chamado Satsang, porque aqui, no mínimo, você realiza Deus. Sei que é pouca coisa para você, não é? Sei que você gostaria de algo maior do que Isso. Se o seu interesse é mesmo pela Verdade, então você tem que se submeter a essa entrega, a essa rendição. Render o ego é render a sua vontade à Vontade de Deus.



* Transcrito a partir de uma fala em um encontro presencial no Ramanashram Gualberto,
 em Julho de 2017 na cidade de Campos do Jordão
Participe dos nossos encontros online, maiores informações: http://mestregualberto.com/agenda/encontros-online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações