segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Essa realidade absoluta é você


Este é um momento de Presença, de Consciência, de Silêncio. Nesse espaço, nós estamos trabalhando essa investigação e tratando da Natureza da Verdade. É um momento de descoberta, de constatação! Existe somente uma Realidade presente, uma única Realidade, e nós estamos investigando a natureza dessa Realidade. Existe somente este Ser… Nós somos isso!

O contato com essa Presença, com esse Ser, com essa Realidade é o contato com nós mesmos. Sendo assim, não existe a questão do Guru e do discípulo. Estamos tratando da mesma Realidade e nos curvando diante dessa mesma Realidade. É importante que compreendamos isso! Quando falamos de Ramana, do Guru, estamos falando dessa mesma Verdade sobre nós mesmos. Assim sendo, nesse contato, nós estamos em contato com nosso próprio Ser. 

Nessa noite, estamos nos curvando diante dessa mesma Realidade, Verdade, Presença... Diante Disso que somos. Assim, toda ideia de Guru e discípulo desaparece. Estamos diante da mesma Presença, da mesma Realidade, da mesma Verdade, desta mesma Realização. Essa é a beleza do Guru! O Guru não é algo separado Disso que Sou, deste “Eu Sou”, desta Presença, pois estamos sempre tratando da mesma Consciência, da mesma Verdade, da mesma Realidade.

Todos acompanham isso?

Deus é essa Verdade presente, é essa Consciência em você, é esse Guru presente em você, e isso existe em uma única coisa: na rendição! Quando há rendição, existe essa Presença, essa Consciência, e aí está a coisa toda! Essa rendição ao seu Ser é Deus, é o Guru. Então, Deus, o Guru, o Ser e Você são uma coisa só! Curve-se diante deste Ser, desta Presença! Ame esse Ser - o seu Ser Real! Quando eu falo desse Ser, não estou falando do ego, do "mim". Existe algo do qual, talvez, você não tenha tomado consciência ainda, e esse "algo" é a absoluta Realidade, da qual temos falado tanto. Essa é a Realidade sobre você e é disso que estamos tratando em Satsang.

Essa Realidade absoluta é você! Nessa entrega, comece a perceber Isso, comece a amar a Si mesmo, vá além de todo equívoco, de todo engano, de toda ilusão e torne-se Livre! 

Em Satsang, estamos tratando dessa Realidade, dessa Presença, dessa Felicidade, Disso que somos. Esse momento é um momento de pura Presença, de pura Consciência... Um momento de Meditação. Esse ensinamento não é filosófico, não é dos gregos, dos hebreus, dos cristãos ou dos hindus, e não tem nada a ver com religião. Somente Isso é Real! Somente Isso funciona! Esse é um momento assim: um momento de encontro com a Realidade, com a Verdade que somos, com essa Verdade que trazemos. 

Perceba que você nunca está em conflito, mas sim a mente. É apenas a mente em ansiedade, em depressão, em confusão, não você. Você se confunde com a mente! Seu Ser nunca está em depressão, nunca está em conflito. Nessa rendição, nessa entrega à sua Verdadeira Natureza, tudo desaparece. Não há nada como essa coisa chamada ansiedade, medo, depressão ou conflito. Apenas na ilusão isso acontece, não em você. 

Quem é aquele que se deprime? Quem é aquele que se aflige?

O ego está sempre fazendo esse jogo com você. Você se confunde com a mente e perde-se no conflito. Na verdade, não há nenhum ego. Não existe nada aí para entrar em depressão, a não ser a ilusão de "alguém" presente, que é quando você se confunde com a mente, com os sentimentos. Sua Natureza Real é Liberdade! É disso que tratamos em Satsang. É isso que colocamos para você o tempo todo.

Como é ouvir isso tudo? Como é ficar sabendo que você pode assumir a Verdade sobre si mesmo?

Eu não conheço tal coisa como depressão, isso é só um jogo da mente. Eu falo depressão, mas poderia falar sobre ansiedade, medo e todo tipo de problema que a mente cria. É apenas um jogo, mas se isso faz você se sentir bem, ok! Continue! Se você ama viver na ilusão, confundindo-se com a mente, ok! 

Para quem acontece tudo isso, todos esses problemas, todos esses conflitos? Não dê espaço para isso! Seu Ser não conhece isso! Livre-se da mente egoica, da ilusão. Pare de alimentar essa mente egoica. Em vez de tentar encontrar a causa disso - que é o que muitos fazem, quando buscam a causa do sofrimento -  livre-se da mente! Em vez de tentar encontrar a causa da depressão, da ansiedade, do medo, livre-se da mente, da identificação com os pensamentos! Corte isso da sua vida! Elimine isso! Livre-se da mente, livre-se dessa identificação! 

Se você vai ao médico com um tumor, este médico “arranca” o tumor. Não é assim? O médico “arranca” e o corpo fica livre daquele tumor. É o que estamos dizendo... É uma questão de se livrar! A autoinvestigação é o meio mais rápido para “cortar e jogar fora” esse problema. Pare de criar isso para si mesmo! Pare de alimentar isso! Se você quer a Felicidade, a Paz, a Liberdade, mantenha-se livre da mente. Se você quer a Felicidade, permaneça feliz! Se você quer a Paz, permaneça em paz! É muito simples.

Em vez de encontrar a causa, você vai ao “doutor” e ele “corta e joga isso fora”. O doutor é o Guru, é a Presença! Quando falamos dessa Presença, dessa Graça, desse Ser, dessa desidentificação da mente egoica, estamos falando do Guru. Repare que não há separação alguma entre você, em sua Natureza Real, e essa Consciência, o "Doutor" - Aquele que livra você do "tumor".

*Transcrito de uma fala em um encontro online na noite do dia 12 de Dezembro de 2016 - Encontros todas as segundas, quartas e sextas as 22h - Baixe o App Paltalk e participe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações