terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Quero convidá-lo a ir além do ego


Nós estamos, nesses encontros, descobrindo a Verdade sobre nós mesmos. A mente vive carregada de conceitos equivocados. Enquanto você estiver confiando na mente, você estará em apuros. Em apuros, porque você está fora, alienado da Verdade; está nesta autoconfiança, fora do seu Verdadeiro Estado, que é o seu Estado Natural. Você estará sempre dentro de limitações e é uma das coisas que, neste trabalho, precisamos também compreender, de uma forma clara. Essas limitações, que você tem em sua vida, são limitações mentais - a mente produzindo prisões, limitações.

Uma vez que esteja se vendo como uma entidade separada, sendo uma pessoa, você vai sempre ter problemas (problemas de ordem pessoal) e isso inclui todo tipo de dificuldade que você encontra. Você precisa ir além disso, além dessas crenças, limitações e dessa programação, que é a programação da vida mental, da vida egoica.

Quando você acorda pela manhã, cerca de três, quatro segundos após estar acordado, ainda deitado na cama, não há pensamentos acontecendo... Por dois ou três segundos. Mas, logo, os pensamentos começam a chegar... Antes mesmo de você abrir os olhos, eles começam a chegar. Nesses primeiros segundos – um, dois, três segundos – você está, ainda, sem nenhuma lembrança, sem pensamento... em seu Estado Natural ainda; você está saindo do sono profundo! Mas, logo, os pensamentos começam a se movimentar e a história pessoal começa a chegar e, com ela, as limitações da mente, do ego. 

Quando você acorda pela manhã,  por um, dois, três segundos, você ainda está bem, mas, depois disso, começa esse "seu" dia. Antes de você começar a pensar sobre as atividades diárias daquele dia, antes desse movimento, você é a própria Consciência, a própria Realidade. Antes dos pensamentos chegarem, aquele é o seu Estado Real, seu Estado Verdadeiro. 

Eu quero falar um pouco sobre isso com você, nesse encontro. Quero convidá-lo a se esquecer dos seus problemas. Você faz isso quando abandona essa autoconfiança que o pensamento tem produzido, dentro da sua cabeça. 

Eu vejo você se queixando de limitações – limitações de saúde, limitações nessa questão de vida emocional, vida afetiva, relacionamentos, limitações de dinheiro – e tudo isso implica conflito e dificuldade para a pessoa. É necessário romper com isso e ir além dessas limitações! Uma vez que comece a confiar em si mesmo, você se vê limitado na saúde, na vida emocional, nos relacionamentos, no dinheiro e assim por diante. 

Eu quero convidá-lo a esquecer os seus problemas! É possível esquecer os problemas esquecendo o "eu", o "mim", o ego, voltando para o seu Estado Natural. Existe um Poder que sabe como tomar conta de tudo no seu lugar, pois você só tem atrapalhado! Mas, isso, se você permitir, se parar de ser a barreira, de criar um impedimento lembrando quem "você é"; esquecendo quem "você é", essa "pessoa tão importante" que controla, que "acerta" tudo e que dispõe de tudo do próprio jeito, da própria forma, maneira. Quando faz isso, você está se lembrando de si mesmo, e, quando você se lembra de si mesmo, seus problemas todos aparecem. Você não vive sem problemas!

Eu quero convidar você a render o seu ego, seu orgulho, seus conceitos, suas opiniões, questões e objeções, suas perguntas e respostas prontas, sua lógica. Então, esse Poder trabalha! Esse Divino Poder pode operar, pode trabalhar, pode realizar algo em seu lugar, no lugar desse seu orgulho, da sua vaidade, do seu desejo, da sua limitação.

Você está ouvindo isso?

Enquanto você estiver no controle, vai lhe faltar dinheiro. Enquanto você estiver no controle, vai lhe faltar amor,  paz, liberdade;  vai lhe faltar aquilo que é básico, porque o seu ego está no controle. Você precisa render o ego! Eu vejo muita resistência em você, muitas questões, muitas respostas prontas, muitas opiniões, muitos conceitos, muita confiança, muita crença. Você está o tempo todo pensando, a cada momento! Está sempre pensando, se preocupando, tentando corrigir, consertar, acertar, controlar, pensando de uma forma limitada, confiando em si mesmo. Não há entrega, não há confiança no Divino, não há confiança na Verdade, não há confiança na Graça, não há confiança em Deus!

Entra mês e sai mês, entra ano e sai ano, e tudo continua da mesma forma. Você precisa entregar a Deus o que é de Deus e é de Deus esse Poder para realizar tudo. Mas, você está atrapalhado, porque você está atrapalhando; seu ego está presente e ele bloqueia tudo! 

Participante: Eu tenho que trabalhar!

"Eu tenho que ganhar", "eu tenho que fazer", "eu tenho que obter isso e aquilo", "eu tenho que me livrar disso e daquilo", ou "eu tenho que consertar isso e aquilo" – nada muda!

Eu quero convidá-lo a esquecer esse "você", que você acredita ser. Assim, você se torna, ou se apresenta, simplesmente como É – puro Ser. Essa é a maneira de você realmente Ser! Você deixa o mundo sozinho, deixa as coisas e as pessoas sozinhas, para de intrometer-se nos assuntos de Deus, nos assuntos da Graça e, então, Ela começa a tomar conta de tudo para você, no seu lugar, melhor que você. 

Um grande Mestre disse: "Não pensem sobre o amanhã, sobre o que comer, sobre o que vestir. Não é a vida mais do que o alimento, não é o corpo mais do que as vestes?".  Esse mesmo Mestre disse: "Olhem os pássaros. Eles não ajuntam em celeiros, não semeiam, não colhem e o Pai os alimenta!". Ainda disse: "Os lírios se vestem de forma tão majestosa que nem mesmo Salomão, em toda sua glória, conseguiu se vestir como um deles!". Esse grande Mestre disse: "Coloque em primeiro lugar o Reino de Deus e tudo mais lhe será acrescentado, tudo mais se resolverá!". Mas, você não confia nisso! Você vive numa autoconfiança puramente egocêntrica. Você diz: "Eu não tenho dinheiro!", "Eu não tenho tempo!", "Eu não tenho saúde!", "Eu não tenho paz!"... É porque você está colocando isso em primeiro lugar; não está colocando Deus, a Verdade, em primeiro lugar. 

Como pode realizar Deus, se Deus é a última coisa? Se, primeiro, você quer acertar, resolver, tudo antes, todos os assuntos que a própria "pessoa" criou, as limitações que a própria "pessoa" criou, como as limitações de tempo, de dinheiro, de saúde, de paz, nos relacionamentos... E assim por diante. 

Não há entrega, não há rendição do ego! Seu Ser é o seu Coração, que não é o coração humano, mas é o seu Coração de Deus, onde tudo se resolve. Você como Consciência,  Presença, Deus, não tem problemas, nenhum problema. Tire sua mente desse mundo, tire sua mente da "pessoa" que você acredita ser, e a retorne para Deus, a mergulhe no Coração. Em outras palavras: não permita sua mente continuar ditando quem você é! Se ela continuar ditando quem você é, você estará sempre vivendo na limitação da "pessoa" que acredita ser. Você tem que permitir esse Poder, essa Presença, essa Graça, tomar conta de você. Esse Poder misterioso, que sabe, sabe de tudo que você precisa, necessita... Esse Poder, que é a própria Presença, a própria Graça em seu coração.

Significa rendição dos seus desejos, do seu ego, desse poder que "você tem", desse controle que "você tem". Essa entrega, essa confiança, na Índia, eles chamam de Ishwara, que  é a mesma expressão para a fé... Ishwara! É necessário ter fé, a rendição a esse Poder maior, que está além dessa "pessoa", que você acreditar ser, e isso significa desidentificar-se do ego, destes pensamentos pessoais. Essa desidentificação, essa plena confiança Naquilo que move tudo, faz tudo, realiza tudo – que não é você – chama-se, na Índia, de Ishwara, a fé no Divino. 

É curioso, porque a Bíblia também diz algo assim. Ela diz: "Sem fé é impossível agradar a Deus! Aqueles que se aproximam de Deus devem confiar que Ele existe e que Ele é galardoador  daqueles que O procuram, daqueles se aproximam Dele". Se você não pode confiar nisto, você fica em apuros, porque está nessa autoconfiança, nessa procura pessoal para resolver tudo, os assuntos que não são os "seus" assuntos, mas sim os assuntos de Deus. Deus é Aquele que cuida de tudo... Ele é a única Realidade presente; não é esse "você" que você acreditar ser. Esse "você" é o problema, como esse "mim", esse "eu", esses pensamentos que passam dentro da sua cabeça, o tempo todo. 

Eu quero convidá-lo a voltar para aqueles primeiros segundos em que você acorda pela manhã e não tem pensamentos pessoais. Não para um, dois, três segundos, em que, logo, os pensamentos surgem e, com eles, as limitações, os problemas que você cria para si mesmo, naquele dia. Assim, você não expressa mais suas ideias, suas questões, seus desejos e medos. "Sua vida" não é mais sua, pois você não vive mais para si mesmo. Você está vivendo para Deus, para a Verdade! Seu tempo, agora, é de Deus; seus relacionamentos, agora, são totalmente de Deus e seu dinheiro também. Esse trabalho, aí, não é mais o seu trabalho! Você não é mais o autor disso!

Participante: O que o Senhor falou sobre "não se expressar"? Não entendi direito!

Sua autoexpressão é sempre egoica! Para o ego, autoexpressão é o poder de tomar decisões e resolver. O ego está sempre procurando isso, o controle, a ilusão de ser o autor, aquele que decide, que faz, que realiza, que determina como as coisas devem ser.

E aí, pessoal? Algo mais? Alguma pergunta ou você vai desistir? Você, de fato, vai esquecer esse "você", que você acredita ser? 

Ok, Pessoal! Vamos ficar por aqui! Namastê!

*Transcrito a partir de uma fala de um encontro online. Encontros online todas as segundas, quartas e sextas às 22h via o App Paltalk, baixe você também e participe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações