segunda-feira, 18 de julho de 2016

O passado e o futuro são uma experiência verdadeira?





Olá pessoal, boa noite! Todos com áudio?

Temos uma bela oportunidade nesta noite, em mais um encontro, mais um momento dentro dessa investigação, imersão, deste mergulho na Fonte, no âmago de todas as coisas. Este âmago de tudo é algo além do pensamento, que é algo bastante interessante. O pensamento cria a ilusão do passado, do futuro e deste presente momento, como sendo o real agora, e a vida na mente gira em torno de presente, passado e futuro. A vida na mente gira em torno do pensamento, que cria essa ilusão de uma vida, de uma existência separada. Não há nada, como o passado, o presente ou o futuro, sem o pensamento; não há nada, como uma vida separada, sem o pensamento. A beleza da Realização é a constatação disso. 

Veja que o passado e o futuro são somente pensamentos. Não experimentamos o passado ou o futuro neles mesmos, porque isso não  é uma real experiência. Experimentamos apenas o pensamento presente, pois o passado não é uma real experiência, o futuro não é uma real experiência; são, simplesmente, pensamento. Percebam como é interessante essa questão do pensamento. Em Satsang você está indo além do pensamento, além dessa ilusão. 

O passado e o futuro são uma experiência verdadeira? São uma experiência real? O que é que você tem agora, neste momento, quando fala do passado ou do futuro? Tudo o que você tem presente é, simplesmente, o pensamento. Veja como isso é interessante, como o pensamento nos tem fascinado, hipnotizado, e o quanto nos tem feito acreditar numa existência separada, na existência de "alguém"... A beleza da Realização é o fim do tempo, da ilusão do tempo! Percebem isso? Você deixa de dar importância aos pensamentos.

Então, o tempo é imaginado... A vida é imaginada... A pessoa é imaginada. Este momento é essa Presença, a única Realidade, e Isso está além do pensamento. Tudo o que existe é este sempre presente agora, fora do tempo. A eternidade é fora do tempo. O tempo é só um pensamento, como um véu tentando cobrir a Realidade. Essa eternidade é apenas outro nome para Consciência, Presença, Ser, nossa Real Natureza Divina.

Participante: Mestre, quando eu "olho" para um pensamento, ele desaparece; então, parece que nem é real. Mas, depois de um tempo, me pego, de novo, viajando em pensamentos desnecessários.

Mestre Gualberto: É exatamente isso. É a natureza da mente egoica produzir pensamentos e viajar nesses pensamentos; esta é a vida dela, a vida no tempo. A mente egoica está no passado ou no presente ou no futuro; tudo o que ela faz no presente é se projetar no futuro ou no passado, na imaginação do que aparentemente aconteceu ou que pode vir a acontecer, que são só pensamentos e todos os pensamentos são desnecessários. A Vida não precisa de pensamento; ela acontece nessa Eternidade, que não é a eternidade da duração de um tempo infinito, mas, sim, a Eternidade da ausência do tempo, fora do tempo, da não-necessidade do tempo. 

Outro nome para Eternidade é Presença, é Consciência, é Ser... Puro Ser, nossa Real Natureza. Essa sobreposição do tempo a esta eternidade é somente um pensamento. Não existe nenhum tempo, dentro do qual nós nos movemos... Não há um movimento na Consciência - o Ser não se move. 

Está claro isso?

Portanto, não são as palavras, é a Consciência desta Presença, é esta Presença como Consciência. É este agora Real. Não é o simples presente momento, que, também, é só uma imaginação no tempo e torna-se passado. Estamos falando de algo fora da ilusão do tempo. O presente momento é tempo, o momento passado é tempo, o momento futuro é tempo, e tudo está aparecendo e desaparecendo, surgindo como uma sobreposição a essa Realidade atemporal, à Eternidade, à Presença, à Consciência.

Reparem que não há pessoa nisso, não existe vida pessoal aí. A vida pessoal é a história, que é tempo, pensamento, imaginação. Aqui fica claro que isso tudo é uma ilusão, é só uma crença, uma ideia; a "pessoa" presente nesta sala é somente uma ideia - não existem pessoas nesta sala. É fascinante compreender isso... Acessar isso é o que eu chamo de "compreender", porque intelectualmente você não pode alcançar isso, pode somente entender. Eu quero usar aqui a expressão "compreender", que é estar além do intelecto, estar, então, além do entendimento. Você não pode entender Isso, pois entender significa adquirir algum conhecimento verbal e intelectual dessa Coisa, que não serve para nada, e está cheio disso em toda parte, como nos livros, no facebook, em todo lugar. Há muito conhecimento acerca disso, que pode ser facilmente entendido, mas  não fica nenhuma compreensão no entendimento. Compreensão não é entendimento, é constatação, e eu o convido a compreender.  Não o convido a entender, intelectualmente ou verbalmente, saber e até poder explicar, pois isto não serve para nada - é mais um conhecimento. Nessa "matéria" aqui, que não é uma matéria ou um assunto de discussão e para se aprender, todo conhecimento é lixo, não serve para nada. É necessário mergulhar em seu Ser; ver Isso diretamente!

Vamos ficar por aqui? Uma boa noite a todos. Namastê!

*transcrito a partir de um encontro online ocorrido na noite de 29 de Junho de 2016 
Encontros online todas às segundas, quartas e sextas às 22h - Participe!

2 comentários:

  1. A imaginação parece ser a droga mais difícil a ser descartada,e até pensar assim é a imaginação dando asas a ela mesma.
    Por isso mesmo,sentar aos pés do Mestre, olhar os seus olhos, perceber a ausência da imaginação nele, ser tocado por isso e receber sua benção.
    Só isso, essa simplicidade!
    Por mais rebelde que esse suposto ego possa ser,o Mestre foi,é, e será uma benção. A rebeldia terá seus dias contados.
    Quem é o Mestre? Onde ele está?
    Essa é a verdadeira busca por Deus.

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações