sábado, 30 de julho de 2016

O Florescer de Deus




Na Índia, eles chamam de Bhagavan ou Bhagwan… Bhagwan é um nome para Deus. Aqui, no Ocidente, nós fomos condicionados a acreditar que Deus está no céu, mas Deus é essa Presença; Deus é essa Presença que está presente quando Você está. Sempre quando Você está, Deus está. 

Essa Presença de Deus em você é como uma rosa quando está oculta no botão. Ela já é uma rosa, mas oculta. Ela é uma rosa, mas não está em sua plenitude… Ela ainda não floresceu! Então, ela não está em sua glória, mas, quando ela floresce, quando ela se abre, ela se apresenta em toda a sua glória. Assim é Bhagavan ou Bhagwan. 

Você é Deus! Onde quer que Você esteja, Deus estará. Deus é sempre Onipresença, inegável Onipresença. Mas, da mesma forma que a rosa fora de sua glória ainda é um botão, Deus é assim em todos. Então, quando Ele floresce, quando Sua Glória aparece, quando Sua Fulgente Presença Gloriosa aparece, o que, na Índia, eles chamam de Bhagwan, aquilo que era só um potencial se atualiza; aquilo que era só uma promessa se realiza.

É como um desses modelos automotivos: primeiro, uma equipe de engenheiros se reúne, faz o projeto e estuda como viabilizá-lo. Mas ainda é só um projeto! Deus é um projeto, mas Ele pode ser uma execução também, pode ser a finalização daquilo que antes era um projeto. Ele pode ser todas as fases, desde a ideia inicial, os primeiros encontros na sala de engenharia, os primeiros desenhos toscos, até a finalização de tudo aquilo. Quando tudo finaliza, Deus não mudou em nada. Ele estava lá desde o princípio.

Você é Deus! Só há Deus! Você é um Deus expatriado, um Deus exilado, um Deus que se esqueceu, que resolveu ter um esquecimento temporário e se passar por uma ideia (dentro de uma reunião), depois por um desenho, por um projeto, por uma execução e por uma finalização. 

Quando Você floresce, reconhece que nunca saiu desse “lugar”, do “lugar” de Deus. Bhagwan, na Índia, é Aquele que está ali em Beatitude, em Consciência, em Presença, em Liberdade, o que nós chamaríamos, em nossa linguagem, aqui, de Felicidade Real. Deus em “casa”, Deus em “sua pátria”, Deus em “seu lugar”.

*transcrição de um trecho do encontro presencial ocorrido no  Ramanashram Gualberto 
na cidade de Campos do Jordão em Julho de 2016

4 comentários:

  1. Sonho Impossível

    O ego quer a realização. Na sua maneira, do seu jeito,no seu tempo,ele quer ser feliz. Quando frustrado é pela tentativa que não está dando certo.
    Mas vamos lutar até o fim. Afinal estamos aqui só para isso.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações