quarta-feira, 20 de julho de 2016

A Presença e a Graça Imutável do Guru




Antes de você chegar, Eu já estava aqui. Você passa um tempo e depois decide ir embora. Durante este tempo que você passa, Eu estou aqui; depois que você vai embora, Eu continuo aqui. Eu estou sempre aqui! Se você permanecer em Mim, você permanecerá em Si mesmo, e, então, descobrirá que não tem para onde ir; é quando você permanece comigo, nisso que Você é, que é Aquilo que Eu sou! Você é sempre esse amor incondicional presente. Só a ilusão diz que você chegou, que você permanece e que depois pode ir embora. Eu não compartilho mais desta ilusão. Assim sendo, Eu permaneço aqui, naquilo que Você é, porque Isso não muda!

Eu tenho para mim que a mais pura das orações, a mais tocante de todas as rezas, é a súplica para permanecer aqui! Arunachala Shiva! Subir essa montanha com os pés descalços e permanecer aqui, junto de Ti, em Ti, para sempre sendo aquilo que Tu És, nisso que Sou. Então, a ilusão de poder ir embora termina! É quando esse Sol da Tua Graça faz derreter esse gelo de ilusão - a ilusão de que posso me afastar. 

Quando você vem ao Guru, há esse contemplar da Realidade, dessa Realidade sempre presente, e, então, você sabe que nunca esteve em nenhum outro lugar, que não há nenhum outro lugar. O Guru é esse Oceano de Graça Infinita, é esse Calor e Brilho de Luz Infinita, no qual você descansa, se banhando em Suas Águas, se aquecendo em Seu Calor, imerso em Sua Luz. Na Índia, eles chamam de Sat-chit-ananda (Sat = Ser; Chit =Consciência; Ananda = Felicidade, beatitude Suprema). 

Agora há a total impossibilidade de qualquer miséria, de qualquer ganho, de qualquer ilusão, porque a ilusão da separação dissolveu-se, como o gelo se dissolve sob esse intenso calor de Deus, sob esse fulgente sol, nesse brilho e calor dessa fulgente  Presença. Que a sua oração seja essa - a sua única prece, o seu único desejo: permanecer sob esses cuidados, nesta Presença, diante desta Presença, naquilo que não teve princípio, naquilo que nunca terá fim, naquilo que está em toda parte, que permanece aqui. O fim da ilusão determina o fim dessa crença de poder sair deste lugar para estar em algum outro.

O Guru é aquele que está sempre com seus olhos voltados para você, assim como o sol se volta para banhar toda a Terra, para dar vida às plantas, aos animais e, também, para fazer derreter as geleiras das montanhas. O olhar do Guru está sempre sobre você para aproximar-se Dele e lhe dar vida, fazendo esse gelo do seu coração se derreter, toda essa incredulidade, toda essa desconfiança, toda essa insegurança e todo esse medo desaparecerem sob a Luz do Seu Olhar, sob a Graça de Sua Presença, fazendo-o reconhecer que você está aqui, que Você é Ele, que só tem Você e que Você é o Guru. Então, fica claro, sim, que só há esse lugar.

O Mestre apanha uma folha com frases dos discípulos e, na hora, as transforma em uma oração:

Que eu permaneça em Ti, junto de Ti,  sabendo que sou o que Tu És, assim como Tu já sabes quem Eu Sou… Tu já sabes quem Tu és. Que eu possa ficar junto de Ti!  Que me permitas estar perto!  O que mais posso querer de Ti?  

Nada!  Era só o que me faltava…  Nada,  porque  o  Senhor    me    tudo  e  me faz desaprender  tudo.  Faz-me terminar  na  morte,  traz  a  morte  para  todos  os  meus padrões, porque Tu és o Amor Verdadeiro, a Paz e a Tranquilidade. 
Dê-me apenas olhos para ver, e que eu possa apenas ver o Deus que Tu És, compreendendo toda essa ilusão, e, assim, deixando de acreditar, deixando de ser “uma pessoa”, porque eu sei que não preciso de nada para ser feliz. 

Ó Felicidade, ajude-me a Te amar, porque, no fundo, eu sei que Tu já estás fazendo tudo o que deverias fazer.

Não me acanho em dizer, não me sinto tímido para falar, nem nada me assusta ao confessar: eu quero Tudo! Eu quero Ser! Tudo o que espero de Ti é esse Nada que Tu  És, que vejo em Teus olhos. 

Assim, só me resta dizer: Tua benção! Servir-Te é o meu único desejo! Que eu possa permanecer aqui, Mestre, e estar contigo até o fim!

Se você não se importar com nada, não permanecer com absolutamente nada e permanecer nesse “lugar”, Eu estarei com você, darei tudo que você precisar e cuidarei de tudo. Eu estarei lá! Tudo que você precisar eu vou trazer, eu vou fazer, se você permanecer, se você se entregar, se render, se você confiar e se lembrar dessas palavras, e me lembrar dessas palavras. Portanto, permaneça mergulhando nisso e não escute nada fora isso, ninguém, nenhuma outra coisa que seja diferente disso. Essa sua entrega determina sua confiança, essa sua confiança determina a sua fé e essa fé determina todo e qualquer milagre, toda e qualquer provisão divina na sua vida. Eu me comprometo com essas palavras. Comprometa-se com a sua entrega! Nessa Onipresença aí, aqui, tudo é simples, tudo é natural, tudo vem de um só lugar e acontece apenas para Um, para Ele, que é Você, que sou Eu. 

Que assim seja!
 *transcrito a partir do encontro de João Pessoa - PB em Junho de 2016

5 comentários:

  1. O que são fatos? Tudo aquilo que se apresenta momento a momento?
    Tiramos uma foto, a foto é o fato presente.Ao tirarmos outra,essa será o fato presente.
    Os fatos podem ser permanentes? Eles se mantém? Uma alegria no exato momento que acontece é um fato.Permanente por quanto tempo?
    Podemos colocar os fatos na categoria de sonhos? Tão reais quando acontecem, mas não duram mais que o tempo necessário para sua desmaterialização. Estamos sempre de mãos vazias.
    Para nossa sobrevivência, algumas coisas parecem muito sólidas.
    Relacionamentos, dinheiro,experimentando no tempo um determinado sonho seja ele qual for.
    Preenchem? Precisamos ser preenchidos?
    Um preenchimento momentâneo pode ser a solução?
    Ou estamos lidando com o impossível. Porque insistimos?
    Mestre, quem sou eu? Parece letra de música.

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações