sexta-feira, 20 de maio de 2016

Darshan: O Olhar de Deus






Esse Espaço não pode ser magoado, ferido, atingido, não sofre mudanças, não conhece um lado sem conhecer o outro. Estou falando desse Espaço que é um não-espaço, aqui e agora, sempre aqui e agora. Isso é Iluminação.

Esse Espaço não é alguém. Alguém entra, alguém sai, alguém nasce, alguém morre, alguém vem, alguém vai… Esse Espaço é só o Espaço, nada além do Espaço. As aparições desse Espaço desaparecem Nele; não atingem, não tingem, não colorem, não modificam, não alteram, não fazem nem desfazem o Espaço. Esse Espaço é a dádiva da Graça; essa Graça é esse Espaço de dádiva. Esse Espaço é Você em sua Natureza Essencial. Você não produziu a ilusão da ausência do espaço. Portanto, não pode produzir a realidade da presença desse Espaço. Só lhe resta aguardar pacientemente. O que tem de ser já É.

Na Índia, eles chamam de Darshan. Esse é um assunto que podemos sempre investigar, falar sobre ele, fazer comentários, mas nunca vamos explorá-lo de uma forma suficiente: Darshan!

O que é o Darshan? É o espelhamento da Presença no olhar do Guru, no olhar para o Guru. Quando você aprende a olhar para o Guru é porque desaprendeu a olhar para objetos e valorizar formas. Quando você desaprende a olhar para objetos e valorizar formas, aí você tem um olhar real para o Guru; aí você vê a Natureza Real dos objetos, a Natureza Real das formas. E o que você constata é Você nesse Espaço, nesse assim chamado Darshan – o olhar do Guru. É como ser banhado pelas águas incolores de Bem-Aventurança, de Beatitude, de Amor. Quando você se aproximar do Guru, desaprenda a olhar objetos e formas e você verá a essência disso, que é esse Espaço.

O Guru é um espelho sem poeira, sem manchas; um espelho de uma limpeza luminosa, no qual você se vê, no qual você se encontra, no qual você se desfaz de todas as ilusões. O Guru é sempre esse Espaço fora do momento, nesse agora sem tempo. No Darshan, neste espelho, é possível constatar Isso. Quando você constata, não tem mais "você"; o espelho é quebrado e, com ele, o reflexo também. E, então, tudo é uma coisa só. Essa “coisa só” não é uma coisa, é o Espaço de todas as coisas. Por isso é ímpar.

É de fato inacreditável a musicalidade melodiosa do poder da Presença desse olhar. Darshan é o olhar de Deus para Deus. Só Deus vê Deus. Só há Deus se vendo, se encontrando, se espelhando e se quebrando nesse mesmo espelho. Só há Deus!

A minha declaração é uma afirmação que nega qualquer possibilidade de você ainda acreditar que exista esse “eu sofredor”, uma identidade separada, um ser separado, alguém distante, alguém afastado de Deus. Você sou Eu, e Eu sou Isso, e Isso é Tudo, e Tudo é Darshan. Tudo é Deus! Só há Ele!

Sua Natureza Real é a natureza da Felicidade, da Liberdade, da Paz, da Graça, desse incondicional Amor que preenche todas as coisas, que interpenetra, que invade todas as aparições, nesse Espaço não espacial, nessa nunca ausente Presença, nessa Presença sempre presente.

Você é esse Tudo, que é Darshan! É Deus olhando tudo, Deus sendo visto em tudo e aparecendo em tudo para ser visto. Você nasceu para Isso! Aliás, você não nasceu, você nasce em todas as coisas, em todas as aparições: anjos e demônios, céu e inferno, bem e mal. Como uma tela que não muda, porque são as imagens que mudam na tela; como uma tela que não molha, quando água aparece nela; como fogo que não queima.

Assim, tudo que já foi visto, que está sendo visto, que será visto, permanece como Darshan: a visão de Deus! Deus se vendo, além de toda dualidade, além de toda separatividade, além de toda ilusão; além do saber e do não saber, da ignorância e do conhecimento; além de todas as imagens, objetos e formas; além desse corpo mortal, desses pensamentos que vêm e vão; além dessas palavras que estão sendo colocadas, aqui e agora.

Além de tudo isso, permanece essa "Coisa" sem nome, que é a Natureza de Deus, que é Você. Só tem Você, só tem Ele, só tem Aquilo, que é Isso: o Olhar de Deus!

*Fala transcrita a partir de um encontro presencial no Ramanashram Gualberto na cidade de Campos do Jordão
Encontros online todas as segundas, quartas e sextas-feiras às 22h - Participe!
 

2 comentários:

  1. Só há Deus! Que isso possa se tornar uma realidade diante de meus olhos!🙏

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações