segunda-feira, 25 de abril de 2016

O que podemos fazer para servir o nosso próximo?




Participante: Mestre, como você vê toda essa questão ambiental, essa responsabilidade que todos nós temos com o meio ambiente, com o planeta, e com o outro? Em dar uma contribuição para que outros sejam felizes e possam ter uma qualidade de vida melhor? Essa questão social sempre me preocupou muito. Acho que há algo fora do lugar, mas não sei o que fazer. O que podemos fazer para servir ao nosso próximo e ficar no nosso lugar certo? 

Mestre Gualberto: Você quer mesmo o bem do outro? Como sabe do que o outro precisa?  Você sabe quem é o outro? Você sabe quem é você? Conhece mesmo a necessidade do planeta? Onde ele é visto? Onde está o lugar de cada coisa? Não vê que não sabe nada e tudo o que tem sobre si mesmo, sobre o outro, sobre o planeta e sobre a vida são ideias? 

Se não sabe quem é você, como sabe o que anda acontecendo no mundo, acontecendo no planeta, acontecendo com o outro? Acredita que está no controle, que tem uma contribuição, uma responsabilidade, e que é alguém importante, mas eu lhe pergunto: quem é você? 

Sabe o que você pode realmente fazer? A única coisa que você pode fazer é se livrar dessa ilusão de ser alguém. Você está aqui, em Satsang, para olhar para isso. Se isso se assenta aí, esta Graça toma posse de você. Ela já é você, e você é uma bênção! 

É a mesma Graça que está fazendo tudo: caminhando em forma de formiga, nadando em forma de baleia, cantando em forma de pássaros, ou brilhando na forma do sol. Só então você sabe verdadeiramente! Só assim Você sabe! Somente Deus sabe! Então, tudo está bastante claro e é muito simples. Tudo já é uma grande bênção como é, e está em seu único lugar. Este é o seu lugar, que é o lugar de Deus.

*Transcrição de um encontro presencial em novembro de 2012

Um comentário:

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações