terça-feira, 12 de janeiro de 2016

É natural ser livre - Satsang


É muito natural isso tudo. É muito natural você viver livre do conflito. É estranho dizer isso, porque a coisa mais comum é estarmos em conflito. Eu estou dizendo que é muito natural viver sem conflito, quando você coloca o seu coração no olhar, no ouvir. Quando você coloca a mente no olhar, no ouvir, tudo o que presencia e escuta é a partir de um fundo, é visto com um fundo, com uma base.

Como a natureza da mente é medo, tudo o que é presenciado, visto ou ouvido, com esse fundo, é encarado dessa forma pesada, difícil, temerosa, conflituosa. Portanto, é muito comum estar em conflito, quando se olha e se escuta através da mente, e eu quero compartilhar com vocês como olhar e ouvir sem esse fundo.

É possível isso? Sim. É possível, porque é Natural. É possível porque você traz algo, aí, maior que esse fundo, maior que a mente, maior que todo esse jogo que se joga, que é o jogo da intenção, do interesse, da avaliação, da interpretação; o jogo no qual você se protege para não se decepcionar, para não sofrer.

Você quem? Você, esse fundo separatista, autocentrado, que se move na imaginação e como uma entidade presente se separando da Vida, do Todo, da Realidade.

Isso é possível com a visão dessa Presença, dessa Consciência, que, aqui, eu chamei de coração, algo natural Naquilo que Você É... algo natural Nisto que Você É.

É preciso não se separar. É preciso não ter medo.

Vou explicar a vocês porque isso acontece de uma forma comum. Todos têm medo. Todos se separam. Todos tentam se proteger. Todos tentam validar, vez após vez, a sua particular identidade, o "eu", a pessoa, que acreditam que eles são. Quando você faz isso, toda a sensibilidade, todo o poder, toda a graça, toda a capacidade de "olhar" e de "ouvir" via coração, sem qualquer medo de sofrimento, de prejuízo e de mudança, terminam.

A natureza do ego é  encontrar sempre o controle, é estar sempre no controle, é poder gerenciar suas coisas. Mas quando você tem o olhar direto, a partir desse lugar novo – novo e que não é novo, é Algo que sempre esteve aí – a partir desse ponto, via Consciência, Presença, coração – e quando é o coração, é a própria Consciência, a Presença –, quando há o contato direto com esse ouvir, olhar, presenciar, perceber,  sentir, com tudo o que acontece, então, Deus está presente!

Deus é esse Amor! Deus, em você, não teme. Deus, em você, não está preocupado em se proteger, em manipular, em controlar a situação. Não precisa da mente para ver, nem ouvir. Somente então você é natural, você é o que Você É.

Quando você é o que Você É, não há sofrimento.

Transcrito a partir de uma gravação de um encontro ocorrido no Ramanashram Gualberto na cidade de Campos do Jordão em novembro de 2015 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações