quinta-feira, 11 de junho de 2015

Meditação é esse encontro com a sua Natureza Real



Tudo aquilo que é encontrado não é encontrado no passado, nem no futuro, mas sempre no presente momento. Então, não adianta a busca, porque ela pressupõe o futuro, uma caminhada, uma jornada. Esse “encontro” é algo presente neste momento, mas tem sido assim – como parte do pensamento – a ideia de encontrar paz, felicidade, liberdade, esse encontrar que pressupõe o futuro, e aqui vem uma voz e diz a você: o encontro é sempre no presente momento. Encontro pressupõe estar com Aquilo, com Isso; e é agora! O que temos que “encontrar” no encontro – a Verdade – é algo presente. Se pudesse ser encontrado, não seria a Verdade.

Se é a Verdade, Ela está agora presente, e o encontro é agora! Talvez você pergunte qual é a dificuldade que temos neste encontro com a Verdade presente neste instante, agora... A dificuldade é apenas a ideia de que Ela esteja lá no futuro. Se você relaxa em seu Ser, se você mergulha nessa constatação daquilo que Você é neste instante, não encontra outra coisa além disso que Você é, e Isso é a Verdade. Daí a importância dessa autoinvestigação, que é essa observação daquilo que se passa agora, aqui, neste instante. 

Eu quero propor algo a vocês, o que eu poderia chamar aqui de "a essência da meditação": fique agora aqui! Não se conecte com o que quer que apareça aí. O pensamento aparece? Deixe-o vir e ir, e não salte sobre ele. O sentimento surge? É só um sentimento, não estava aí e agora surgiu; não se conecte com ele. Uma emoção? Faça o mesmo. Até mesmo agora, aqui, o corpo presente constata uma temperatura no ambiente; desconecte-se dessa temperatura. Não se conecte com nada que apareça agora, aí. Se está aparecendo, está aparecendo nisso que Você é, mas não é Isso que Você é. Você é essa realidade que constata o que surge, seja um pensamento, um sentimento, uma emoção, ou essa temperatura aqui no ambiente. Experimente isso agora, neste instante. 

Meditação é simplesmente ser - ser Isso que constata qualquer coisa que apareça aí, de olhos abertos ou fechados, desconectado completamente. Isso “tira” algo particular e “coloca” a totalidade presente, a qual está surgindo nesta Ilimitada Consciência que é Você, que constata tudo. O som lá fora passa, o pensamento aí dentro passa, qualquer coisa que esteja acontecendo do lado de fora ou do lado de dentro passa, e Você está aí, inteiramente presente, agora, neste instante.

Esse é o encontro, que é Liberdade, Beatitude, Paz, Felicidade, Graça, Amor, Verdade, Silêncio. Você se permite isso, se aprofundar, descansar nisso... se assentar no coração, no centro dessa Presença. Isso você faz de olhos fechados ou abertos. Meditação é o encontro com essa Totalidade, com essa Ilimitada Presença Divina, com essa Consciência, com a sua Natureza Real.


*Trecho de uma fala de um encontro presencial em Piabetá – Magé – RJ em Marços de 2012


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações