terça-feira, 2 de junho de 2015

A Real Paz, A Real Liberdade e a Real Felicidade!


A pergunta que fica para nós é essa: Você está disposto a Isso? Resolvido mesmo? Resolvido a não ter nada? Se eu lhe disser que você não ganha nada, que você não recebe nada, que você não vai ter nada para mostrar, mesmo assim, você ainda está disposto?

Diferente de todos os caminhos que você conhece, não há caminho aqui. E, depois, a proposta não é realizar alguma coisa, não é conquistar alguma coisa, não é ser alguma coisa. Eu estou dizendo que não tem nada de especial. A mente fantasia a respeito do Despertar, tem muitas fantasias sobre isso, e aqui estou dizendo que não há nada especial sobre isso. 

Nada que a mente tenha dito para você é real, sobre o Estado Verdadeiro, o Estado Natural. Aqui, os desejos não são cumpridos, as ambições não são realizadas, sejam ambições mundanas ou religiosas, dá no mesmo. Você não encontra Deus, nem anjos com suas harpas. Não há nada de especial nisso: não há poderes; você não vai ser mais amado, mais reconhecido e mais compreendido; você não vai ter mais poder. E você ainda está disposto a Isso?

A felicidade que você projeta na sua mente não existe no Estado Natural. O amor que você projeta na sua mente não existe no Estado Natural. A liberdade que você tem como idealismo também não. O Estado Natural simplesmente é ser Natural. É ver tudo n'Aquilo que É. É ver Aquilo que É; nem mais, nem menos. Isso é real Paz, real Liberdade, real Felicidade. Não há "alguém" nisso.

 *Trecho extraído de uma fala de um encontro presencial na baixada fluminense em Março de 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações