sexta-feira, 22 de maio de 2015

Você É Este Espaço Ilimitado de Pura Presença!


Deixem esse Espaço aí livre. Deixem-no ser o que ele É, não forçando a barra, não tentando outra coisa. Olhem para vocês: muito ocupados, sobrecarregados, cheios de histórias... tantas histórias. Histórias são ocupações nesse Espaço que está sempre livre.

Paradoxalmente, você não deixa o Espaço ser o que ele é, sem nunca deixar de ser. Ele é somente esse Espaço ilimitado de pura Presença, no qual, o tempo todo, está você se confundindo com as histórias e todo o tipo de crenças, de padrões mentais.

Você é essa vastidão, mas mantém-se limitado num pequeno e circunscrito espaço, ocupado por pensamentos, dramas, histórias, crenças, conceitos, preconceitos e desejos de todo o tipo de coisas. É como um espaçoso território sem limites. Sua vista não alcança o fim desse "território", que, olhando a partir de qualquer ponto, é um território ilimitado. Entretanto, é como se esse território estivesse partido, e tivessem colocado nele diversas divisões, repartições - o vasto e ilimitado território demarcado por pequenas áreas de terra. O que é que você faz? Você se posiciona em qualquer uma dessas marcações de terra, nesses espaços, e ali fica vivendo, num estreito e limitado pedaço territorial, contido nesse ilimitado espaço que a vista não alcança o fim, nem o princípio.

A mente é essa limitação, e já está habitando esses espaços pequenos e estreitos, pequenos trechos de terra, enquanto que a Consciência é tudo Isso - esse Ilimitado Espaço, sem fronteiras, sem cercas, sem nomes e territórios específicos. É isso.


*Extraído de um trecho de uma fala ocorrida em um Satsang ocorrido em Maio de 2013



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações