sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Permaneça Neste Eu Sou - Satsang


Todos os relacionamentos são baseados no pressuposto de "alguém com alguém", porém eles aparecem nesse ilimitado espaço que é você, dentro desse Ser indescritível. Tudo está aparecendo, como os parentes, amigos, outras pessoas, coisas e lugares, mas, enquanto tudo isso muda, você não muda.

É assim: um chega, o outro vai; enquanto um nasce, o outro morre; um amigo se afasta, o outro chega; um professor chega, o outro vai embora; um aluno vem, o outro vai. São somente experiências nessa única experiência imutável, que é pura Consciência, que é pura Presença, que é você, e que nunca perde ou ganha; não aumenta, quando chega mais, nem diminui, quando coisas desaparecem. É tão simples isso!

Apenas a mente vê diferença, porque sempre tem um outro ponto de vista. Estou  dizendo que só há um ponto de vista, que é aquele da Consciência. Pode-se chamar isso de "Visão Panorâmica". Esse é o único ponto de vista real, mas a mente criou uma visão particular, baseada em toda representação de história que ela conhece. Toda a interpretação da vida, que é relacionada com essa história, está dentro desse ponto de vista puramente mental e ilusório, que fraciona, separa, divide, compara, julga, ganha, perde e, consequentemente, cria a multiplicidade. Este é o ponto de vista da mente.

A visão distorcida e ilusória da mente dá azo a uma falsa identidade que se passa por você. A ênfase nesses encontros é olharmos e percebermos claramente isso: a ilusão do ponto de vista mental.

Você é o som do pássaro que canta, no momento em que acontece. Você é sempre o que aconteceu, o que acontece e o que acontecerá. Tudo está acontecendo em você; não há lucro ou perda,  nada é acrescentado ou tirado. Fique nesse Eu Sou, que é você. Somente assim todas as crenças, como "eu sou isso, eu sou aquilo", "sou assim, sou assado", "cozido ou mal passado", desaparecem.

Permaneça nesse Eu Sou, que é a única porta. Somente, então, é que aparecem a Graça, o amor, a liberdade e a felicidade.  Atravessando essa porta surge, enfim, a sabedoria de sua Natureza Verdadeira, que sempre esteve aí.



 Trecho transcrito e revisado de um Fala de um Satsang em um encontro Presencial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações