terça-feira, 17 de junho de 2014

Satsang - Tudo é somente um acontecer!



Percebam, ser natural é ser leve e isso é arte, e isso é beleza. Tudo está acontecendo nesse instante sem a necessidade de você, então relaxe, você não existe. Não persista no equívoco, não persista nessa ilusão ou você sofre, exatamente porque você acredita que é alguém. Ser não tem alguém. Percebem a beleza disso? Percebem a beleza disso?

Nem recompensa, nem punição, nem eu vivo, nem eu realizo, eu conquisto, eu faço, ou que tristeza, que arrependimento, - podia ter sido diferente mas eu não fiz - nada disso existe. Então isso é como tocar a ponta do nariz, tão simples, tão simples, simples, simples, simples... Muito, muito simples.

Se você não volta a ser criança, não encontra, não constata isso. Sem passado, sem futuro. Por quanto tempo? Sem tempo. A produção acontece, quando a ideia que é essa necessidade de realizar não está presente. Você jamais vai conseguir deixar de produzir pela decisão de não produzir. Como você jamais de fato vai produzir pela simples decisão de produzir. O que eu quero dizer é que a produção, ela acontece quer você queira ou não. Escute isso de novo. Eu estou dizendo que toda ação é só um acontecer desse mecanismo , desse corpo-mente, não tem você nisso, é uma programação que está aí, que a existência já tem. Apenas a ideia de alguém no controle disso é que gera a frustração e a culpa, quando a coisa não sai ou parece não ter saído da forma como esse “eu” hipotético e ilusório acreditou.

Colocar de novo ... Parece que complicou mais? Vamos lá!

PARTICIPANTE: (inaudível).

M.G: Porque não tem alguém aí. Esse operar, de abrir um paciente, o senhor é um médico, é um doutor, e tal, faz cirurgia, deixe a cirurgia acontecer, não se meta nisso, porque a responsabilidade do paciente continuar vivo ou não, não é sua, nunca foi. A habilidade técnica está acontecendo aí através de toda informação que esse mecanismo tem, mas isso não implica em alguém presente, que tem o merecimento da vida daquele paciente continuar, ou a culpa se a vida  daquele paciente terminar.

É sempre a ideia de que estamos no controle. O senhor como cirurgião sabe, só  há uma Presença no controle de Tudo, nenhuma capacidade ou habilidade nossa ultrapassa  isso, no máximo, vamos até ao máximo de cada um de nós, isso é o máximo de todo knowhow que esse mecanismo tem, mas isso também é uma ação dessa Presença, esse  é o ponto.

Só a ideia, Lúcio, de  um eu presente, mas na verdade é como dirigir o carro, o dirigir acontece e não tem o Lúcio, é só o dirigir, perfeito? É só o dirigir. É um mecanismo dentro de um mecanismo, e essa mesma Presença movendo tudo.

A ideia de um eu é só uma ideia. Se eu perguntar a você aonde  está  o motorista, agora nesse instante, aí assentado no sofá? Cadê o motorista? Sabe onde o motorista aparece?  No volante, quando  o volante é deixado o motorista também desaparece. Onde está o motorista? O cozinheiro aparece cortando legumes, fazendo o prato. Quando ele está em casa vendo TV cadê o cozinheiro?

Tudo acontece nesse presente momento, sem uma identidade por trás disso. É só um acontecer. Repito: É só um acontecer. Agora mesmo tem mães aqui, mas você é mãe aqui? Tem esposas aqui, você é esposa aqui? Percebem que tudo só aparece nesse instante presente e se revela sempre nesse instante presente sem uma identidade.

É só um acontecer. É o que estamos dizendo: é só um acontecer.

Gravado em Vitória - ES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações