segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Satsang pelo Paltalk - Viver livre do sofrimento


P – Eu abraço o sofrimento, fico nele, daí ele passa?

M – Na verdade, toda experiência é só uma experiência acontecendo para esse fundo imutável. A experiência muda, esse fundo não muda. Consciência é essa Presença na qual a experiência é possível, a experiência do sofrimento, essa experiência de dor. O que temos feito é que estamos dando uma identidade ao sofrimento, assim criamos o sofredor. Essa falsa identidade em uma experiência que naturalmente aparece e desaparece, vem e vai.

A questão é se podemos viver livres do sofrimento. E viver livre do sofrimento significa viver livre da ilusão dessa identidade por trás do sofrimento. Esse assim chamado sofrimento ou dor é algo que acontece sem uma identidade, mas nós temos dado uma identidade a isso. Por isso esse sofrimento, essa dor, tem essa continuidade, a continuidade desse “mim”, desse “eu”, dessa “pessoa”.

A questão é se podemos viver livres dessa ilusão, a ilusão dessa identidade separada, desse “eu”, desse “mim”, dessa “pessoa”. Porque se estamos livres dessa ilusão, você está livre do sofrimento. Você está livre da dor, porque não tem “você” nisso. Estamos apenas diante de uma experiência de curta, de breve duração. E pode nem mesmo aparecer se não houver uma identidade por trás. Boa parte do assim chamado “sofrimento” que conhecemos está em cima dessa ilusão, dessa identidade, desse “mim”, dessa “pessoa que acredito que sou”. Pois eu digo: você é Amor, Paz, Felicidade. Isso é o que você É. Isso não pode ser conhecido. Isso é a sua Natureza. Ou só pode ser conhecido sendo. Enquanto que essa infelicidade, esse assim chamado sofrimento, é algo que pode ser conhecido – no conceito, na ideia, na crença de uma identidade separada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações