sábado, 21 de setembro de 2013

Satsang - O movimento impessoal da Presença é Graça, é Dança, é Deus, é Ser


Satsang é a recordação do seu Estado Natural de quietude, onde o movimento da Graça é ação dessa Presença Divina. Não tem você nisso. É só Ele, é só Aquilo, é só Deus, é só o que É. Complicado isso? A vida é isso, esse movimento impessoal de pura Presença, de pura Graça, de pura Consciência, de puro Ser, de puro Amor. É movimento de Deus, é essa dança das folhas e no movimento dos galhos ao sopro da Graça, nessa Ação Divina que move tudo.

Quando a ilusão de "alguém", quando a ilusão de um "autor", quando a ilusão dessa falsa identidade ocupada em "realizar", quando isso não está presente, tudo é Graça, tudo é essa Única Ação em todos os movimentos - todos os movimentos, para todos os lados, para todas as direções. Você é Ser, e Ser é movimento imóvel, o imovível em movimento, é o Sonho Divino, é o sonho da dança. Você é Suprema felicidade, essa é a sua Natureza Real.

Porque você é Deus festejando, você é Deus celebrando, você é Deus dançando e você é o Deus que dança, que celebra e festeja, quando a ilusão de ser alguém não está mais presente. Quando isso cai, o que É se mostra. Você está acordado, acordado nesse sonho. O sonho continua, mas não há mais a ilusão do sonhador, a ação continua, não há mais a ilusão de um autor por trás da ação, a vida continua, não há mais a ilusão de um vivo que pode morrer.

A multiplicidade das formas continua, só não há mais a ilusão de que nessa multiplicidade de formas tudo está separado dessa Única Presença, dessa Única Realidade. Percebem isso? Realização é a simples constatação de que o que É já está pronto, não precisa ser realizado. Nada pode ser diferente do que é. Todas as diferenças ou tudo o que nos parece fora do lugar é apenas fruto dessa imaginação, criada pelo pensamento, que nos propõe o movimento que não é natural.

Isso não é você. Todo seu conflito, miséria e sofrimento, não é seu conflito, miséria e sofrimento, isso não tem nada a ver com você. Isso é algo que aparece na ilusão desse movimento do pensamento não visto que nós chamamos de mente, “mim”, “eu”, “pessoa”, “ego”. Isso não existe! Essa é toda a ilusão! A ilusão desse movimento não natural. Algo que aprendemos. Tudo que fazemos aqui, é deixar a ideia do fazer, para simplesmente ser o que somos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações