quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Satsang pelo Paltalk - Se desidentifique


P – Existe alguma dica, um método para não levar a mente muito a sério, esses padrões que se repetem?

M – A dica é uma só: se desidentifique. O que você chama de mente são só pensamentos acontecendo. Esses pensamentos, eles aparecem e desaparecem. Quando eles aparecem, eles te capturam a atenção. Te capturam em razão desse hábito. É um simples condicionamento ser capturado por esses pensamentos. Então, eles se tornam importantes, se fazem importantes. Eles se fazem importantes pela atenção que você confere a eles. Mas isso é força do hábito. A mente é puro condicionamento, pura força do hábito.

P – Não sei como me desidentificar. O que seria se desidentificar? Às vezes o pensamento é muito sedutor.

M – Pensamento é um movimento interno que pode ser observado. É só uma questão de observação desse movimento. Essa observação do movimento só é possível quando há Presença, quando há Consciência, quando você não se embola com o pensamento. Isso é a desidentificação. O pensamento é algo acontecendo, como o sentimento é algo acontecendo, a emoção. É apenas algo que aparece e desaparece aí, no sistema, na máquina, no corpo. Isso não tem nada a ver com você. Isso é um movimento natural na Consciência, o movimento do pensamento. A identificação com isso é essa desatenção que temos dado a esse movimento. Nessa desatenção surge essa ilusão, a ilusão de alguém pensando. Surge a ilusão do pensador.

É só uma questão de observar esse movimento do pensamento sem se perder nele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações