quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Satsang - O eu é somente memória da experiência



"Eu na ação", e esse "eu sou o agente", e esse "eu faço", o que significa exatamente? Pois eu digo: é só uma frase, ou melhor, três frases. A experiência, ela é um todo. Não tem um elemento separado da experiência. Você não pode separar ou isolar o elemento principal em uma ação, a não ser como uma ideia. De outra forma, a ação é só o que acontece, é somente uma experiência. Qualquer ação, qualquer acontecimento é somente uma experiência.

Toda essa experiência, que é só a experiência acontecendo nesse momento, e como pensamento, que é só lembrança se repetindo como a história, para poder ser notada, precisa ter um elemento. E esse elemento "sou eu" é mais uma ideia dentro da história, da lembrança, da memória, que é só imaginação. Começamos a identificar a nós mesmos como "eu" na infância.

Nos ensinaram o pronome "eu", como nos ensinaram um "nome". Identificamos o pronome "eu" a esse mecanismo, a esse corpo, e a toda a experiência ligada a esse corpo – experiência pela qual esse corpo passou, que é só uma memória identificada com esse corpo, que sou "eu" (um pronome), e ao "meu nome"... E ao "meu nome", porque não é o "nome do outro". Sou "eu" porque diz respeito a esse mecanismo, e não àquele mecanismo que está ali.

Então, a quem aconteceu? A mim! Mas o que aconteceu a mim? Aonde está esse "mim"? Exatamente, aonde está esse "mim"? Isso começou lá na infância.

O "mim" surgiu lá na infância. O "eu" surgiu lá na infância. E agora tem um "eu" dentro do corpo, só não sabemos onde está esse "eu" dentro do corpo. Esse "eu" tem uma história, que são as lembranças, a memória de toda a experiência. Mas como você pode separar essa experiência do experimentador? Repare que eles fluem juntos com o experimentador, que é o "eu". Mas aonde está isso? É só pensamento, só memória, só lembrança.

O que quer que você possa contar, quem está contando? Uma crença! É só uma memória falando dela mesma. A memória falando dela mesma fala de um "eu que viveu tal coisa"... Só memória.

Tira a memória, e aonde vai parar esse "eu"? Sem memória, aonde está esse "eu"? Sem memória, aonde está o "experimentador e a dita experiência"? Aonde está?

Participante: "Está acontecendo agora".

Mas esse "eu", aonde está? Tudo o que temos é a experiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações