quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Satsang - Na mente, você é uma fraude


A mente está identificada com toda experiência. Vocês esqueceram isso. Vocês se embolam ainda com muita facilidade com qualquer história mental, com qualquer som, com qualquer sentimento, emoção, sensação. Vocês saem dessa linha de base e se embolam, compreendem o que estamos dizendo? Vocês saem dessa linha de base e se embolam com a experiência, e quando fazem isso vocês dão uma identidade ao que não tem identidade.

Nenhuma experiência tem identidade, é só uma experiência. A vida é só o que é. Você sai da linha de base e se embola com a experiência e cria um experimentador disso e se separa como “alguém”, como esse “mim”, esse “eu”, essa “pessoa” que você acredita que é. Acompanham isso? Você não existe, você é uma fraude, você é uma ilusão, você é só uma crença, de extrema gravidade. E você chega a mim e diz “eu lhe encontrei”, “encontrei uma outra pessoa com quem compartilhar a minha dor”.

Só há dor e ela não é minha. Nem sua, porque não há “eu” nem “você”. A dor é só uma experiência que vem e vai nesse mecanismo, nesse organismo, ou naquele outro organismo. Mas não há uma pessoa aqui, não há uma pessoa aí. A história que você pode contar acerca desse mecanismo feminino ou masculino de quatro decênios ou cinco não faz de você uma pessoa. É só uma história, de um mecanismo, de um organismo, que apareceu no dia tal do ano tal. Não tem alguém aí. A Liberação é a constatação de sua Natureza Essencial, que é essa Ilimitada Presença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações