quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Satsang - Além das duas faces da moeda


A ideia que se tem de que algo "do lado fora" tem que ser deixado está baseada na ideia de que você é alguém dentro que tem algo pra largar. Você não tem algo "do lado de fora" para largar ou coisas para deixar, porque você não existe aí dentro. Se não há você dentro, não há nada fora. Tudo é somente uma Única Presença.

Aqui, a única coisa é abandonar a ideia de abandonar qualquer coisa, der ser alguém para fazer isso, de ser alguém capaz de realizar isso. Apenas permaneça no seu lugar e tudo encontra o seu próprio lugar. O seu lugar é o lugar aonde você não está, onde tudo está presente. Quando você não está, tudo está presente. Paradoxalmente, aí está Você. O exercício é trazer Consciência a esse instante. Traga Consciência a este instante, não importa aquilo que este instante apresente. Não se importe com o que ele traz, o que ele traz ele também leva, e Você permanece. É em Você que o instante acontece.

É em Você que esse momento acontece. É em Você que o agora acontece. O agora, com as suas múltiplas faces. A alegria é uma face, a dor é outra face. O desejo é uma face, o medo é outra face. O positivo é uma face, o negativo é outra face. É como uma moeda: cara e coroa. Isso aparece sempre de um lado ou do outro. É como o movimento do pêndulo de um lado para o outro, de um lado para o outro, enquanto Você se mantém nessa posição que está fora de todas as posições. Você se mantém no centro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações